Escritório de Gestão de Projetos de TI

A Gestão de Projetos de TI no Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região é liderada pelo Escritório de Gestão de Projetos de TI (EGP-TI) e é normatizada pela Portaria PRESI Nº 159/2017 e pela Metodologia de Gestão de Projetos de TI (MGP-TI). Em uma visão macro, a Gestão de Projetos de TI é dividida em 3 macro etapas:


Um Escritório de Projeto é uma unidade organizacional a qual são atribuídas várias responsabilidades relacionadas ao gerenciamento centralizado e coordenado dos projetos sob seu domínio.

No Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região, em atendimento à meta 20 do Planejamento Estratégico e à meta nacional nº 1/2011, foi criado o Núcleo de Projetos da Assessoria de Planejamento e Gestão, unidade responsável pelo acompanhamento e gerenciamento dos projetos estratégicos do Tribunal, bem como do gerenciamento do portfólio de projetos.

Na Secretaria de Tecnologia da Informação (SETIN), através da Portaria PRESI 159 de 16 de Fevereiro de 2017, foi instituído o EGP-TI, acrônimo de Escritório de Gestão de Projetos de Tecnologia da Informação, que é a unidade organizacional responsável por conduzir os projetos da SETIN de forma integrada e contribuir para o alinhamento do portfólio de projetos de TI com o Núcleo de Projetos da Assessoria de Planejamento e os objetivos estratégicos da instituição.

Responsabilidades

  • Contribuir para o atendimento dos projetos alinhados à estratégia da organização.
  • Elaborar e manter a MGP-TI, sempre alinhada a Metodologia de Gerenciamento de Projetos institucional;
  • Elaborar e manter o processo de Gerenciamento de Portfólio de Projetos de TI.
  • Elaborar e manter o processo de Gerenciamento de Demandas de TI.
  • Encaminhar ao Comitê de Governança de TIC a lista de demandas com as sugestões de priorização, bem como, reportar as avaliações de desempenho dos programas e projetos do portfólio, por meio de relatórios de acompanhamento.
  • Manter e aplicar a estrutura, os critérios, as regras e os procedimentos ao Gerenciamento do Portfólio de Projetos de TI, de modo a categorizar, avaliar, selecionar e sugerir a priorização dos projetos e programas que deverão compor o portfólio de projetos de TI.
  • No âmbito da Secretaria de Tecnologia da Informação, prover suporte às áreas envolvidas na gestão de demandas, projeto e portfólio.
  • Estabelecer e consolidar indicadores de desempenho dos projetos de TI.
  • Definir ferramentas de gerenciamento de projetos de TI.
  • Prover a melhoria contínua no processo de gerenciamento de projetos, portfólio e demandas.
  • Promover a gestão de riscos em programas e projetos de TI.

Membros

  • Leonardo Ferraz Feliciano.
  • Flávio Marcílio Paiva Ramos.